Sb 24 Mai 22H00
MÚSICA | 7,50€
BILHETES À VENDA NO CINE-TEATRO, NOS POSTOS DE TURISMO DA REGIÃO, NO ESPAÇO D’ORFEU/ BARD’O (ÁGUEDA) E EM AVEIRO NA LOJA DE DISCOS WAH WAH (MERCADO NEGRO), NA OFICINA DE MÚSICA E NA LOJA DISCO PRETO (OITA)
FOLK SERRANO | TRADICIONAL MIRANDESA


TOQUES DO CARAMULO & GALANDUM GALUNDAINA

[Enviar a um amigo]

[ Galandum Galundaina ]
voz, gaita de foles mirandesa, sanfona, flauta pastoril e tamboril: Paulo Preto
Voz, bombo, gaita de foles galega, percussões tradicionais: Paulo Meirinhos
Voz, percussões tradicionais, flauta pastoril e tamboril: Manuel Meirinhos
Voz, caixa de guerra, percussões tradicionais: Alexandre Meirinhos

[ Toques do Caramulo ]
Arranjos, direcção musical, voz, braguesa, acordeão: Luís Fernandes
Rabeca: Aníbal Almeida
Bandolim: Gonçalo Rodrigues
Contrabaixo: Miguel Cardoso
Flauta: Lara Figueiredo
Guitarra: Francisco Almeida
Cajón, percussão: Ricardo Coutinho
Direcção técnica: Rui Oliveira
Operação de luzes: Paulo Brites

Dois dos mais identitários grupos da nova música tradicional portuguesa - Galandum Galundaina e Toques do Caramulo - tomam juntos o palco, algo que os une como incontornável local de ensaios, homenageando os recônditos repertórios com que vêm marcando a nova música tradicional portuguesa.
Todo matriz e autenticidade, o espectáculo vagueia cantigas de Miranda e Caramulo. De oiro e verde. O tempo primitivo da infância e do sol a pino. Mira Lo Miguel como estão Debaixo da Oliveira.

Repiquem as gaitas, cantem rabecas, soprem as frautas e trinem braguesas, que é Portugal serrano a cantar.

O Cine-Teatro de Estarreja é o palco privilegiado para a estreia nacional deste projecto de fusão inédito.  

GALANDUM GALUNDAINA

Em 1996 nasce o grupo de música tradicional mirandesa Galandum Galundaina, com o objectivo de recolher, investigar e divulgar o património musical, as danças e a língua das terras de Miranda. O grupo faz a ligação entre a antiga geração de músicos e a geração mais jovem, assegurando a continuidade da rica tradição cultural desta região, que durante anos correu o risco de se perder.

Os instrumentos usados, réplicas de outros muito antigos, que mantêm o aspecto e sonoridade dos mesmos, são gaitas de fole mirandesas, flauta pastoril, sanfona, caixa de guerra, conchas de Santiago, castanholas, pandeireta, etc.

Além da música instrumental, o grupo apresenta um repertório de música com vozes, reproduzindo fielmente as melodias tradicionais, enriquecidas com timbres, ritmos e harmonias capazes de criar emoção e, porque não, alguma modernidade.

"Música colossal portuguesa. Vêm de terras de Miranda. É mais que música portuguesa. É a futura raiz de um povo. Bordem a oiro este nome na vossa memória fixa."
João Bonifácio - suplemento Y, Público, 15 de Abril de 2005


TOQUES DO CARAMULO

Um concerto dos Toques do Caramulo funde a sonoridade rude da tradição com as cores das novas músicas, num espectáculo de energia musical e interacção com o público. Recriações dinâmicas, livres e muito festivas do repertório esquecido da Serra do Caramulo.

Toques do Caramulo são uma revelação da nova música tradicional em Portugal, reconhecidos pela força criativa dos seus concertos, figurando em importantes eventos trad e folk, numa agenda de dezenas de concertos por ano.