Sb 09 Nov 21H30

CINEMA

VARIAES

[Comprar bilhete] [Enviar a um amigo]

BALCÃO 3,50€ | 2,50€ descontos habituais | SESSÃO C/ LUGARES MARCADOS


PASSE CINEMA "Veja 5 filmes, pague 4" 14,00€ | 10,00€ desc. habituais 


GÉNERO DRAMA / BIOGRAFIA | DURAÇÃO 120 MIN | CLASSIFICAÇÃO ETÁRIA M/12


António Joaquim Rodrigues Ribeiro nasceu a 3 de Dezembro de 1944, numa pequena aldeia do concelho de Amares, distrito de Braga. Sendo um dos 12 filhos de um casal de camponeses, fez a escola primária e desde cedo se habituou a ajudar no campo. Com 12 anos partiu para Lisboa, onde trabalhou como aprendiz de balconista e caixeiro. Mais tarde cumpriu serviço militar em Angola e, em 1975, viajou por Londres e Amesterdão, onde se descobriu e aprendeu a profissão de barbeiro. Regressa a Lisboa em 1977, onde durante o dia trabalha como cabeleireiro, e à noite estuda e se dedica à música. Em 1981, participa no conhecido programa "O Passeio dos Alegres", de Júlio Isidro. A sua sonoridade diferente e o seu estilo inigualável fazem-se notar. Em 1982, edita o primeiro single, com os temas "Povo que lavas no rio", de Amália Rodrigues (a sua grande inspiração), e "Estou além". No ano seguinte, grava o LP "Anjo da Guarda", com dez faixas da sua autoria, onde se destacam os êxitos "É p'ra amanhã" e "O corpo é que paga". Um ano depois lança o seu segundo e último álbum, "Dar & Receber" com, entre outras, a sua inesquecível "Canção de engate". Variações morreu em Lisboa, a 13 de Junho de 1984, devido a uma broncopneumonia. Tinha 39 anos.


"Variações": a saga do barbeiro que queria ser cantor.


A vida de António Ribeiro, barbeiro e figura da movida lisboeta no final dos anos 70, perseguindo o sonho de se tornar cantor e compositor, apesar de não saber uma nota de música. O filme conta o seu processo de transformação na personagem artística que foi António Variações, compositor, cantor excêntrico e popular, que viu a carreira fulgurante interrompida pela morte, em 1984.


Realizador João Maia; Com: Sérgio Praia, Filipe Duarte, Victoria Guerra, Augusto Madeira, Tomás Alves, Madalena Brandão, José Raposo, Teresa Madruga