As Lgrimas Amargas de Petra Von Kant no Cine-Teatro de Estarreja

SÁB 21 JAN 22H00
António Ferreira encenação 
Luísa Bebiano cenografia 
José António Tenente figurinos 
José Carlos Gomes desenho de luz 
Baltazar Gallego sonoplastia 
Nuxa Araújo desenho de maquilhagem 
Carlos Gago desenho de cabelos 
Ana Padrão, Cláudia Carvalho, Custódia Gallego, Diana Costa e Silva, Inês Castel-Branco, Isabel Ruth interpretação 
TNDM II e ACE / Teatro do Bolhão coprodução 
AUDITÓRIO CTE | 5€ | DRAMA | 75MIN. | M/6


O Cine-Teatro de Estarreja apresenta no próximo sábado, dia 21 de janeiro, As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant, uma das obras mais conhecidas do cineasta alemão do pós-guerra, Rainer Werner Fassbinder, agora transformada numa peça de teatro pelas mãos de António Ferreira.

Esta peça marca a primeira incursão de António Ferreira no território da encenação de teatro. Estreada em setembro de 2011 em Lisboa, As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant começa a sua itinerância nacional no CTE. Um drama que consegue desafiar a plateia, ainda mais quando se nota que o original cinematográfico foi exibido na sociedade alemã dos anos 70.

A personagem Petra Von Kant é uma figurinista de alta-costura esmagada pela paixão não correspondida por uma jovem de nível social e cultural inferior. Para o encenador António Ferreira [autor dos premiados filmes Esquece Tudo o que te Disse e Respirar Debaixo d’ Água], As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant é “uma história de amor, de masoquismo, de relações claustrofóbicas, de desespero, sempre no feminino. A história de uma mulher que está a aprender a amar”.

Um drama em torno da vida e emoções da estilista Petra Von Kant, onde o amor lésbico é o foco principal e onde António Ferreira dirige um elenco se seis prestigiadas mulheres. Custódia Gallego é a protagonista Petra Von Kant, Cláudia Carvalho é Gabriela, filha de Petra, Isabel Ruth encarna a mãe de Petra, Paula Moura surge como amiga de Petra, Diana Costa e Silva é Marlene, a empregada apaixonada por Petra e Inês Castel-Branco é Karin, o amor de Petra e causador de todo o seu sofrimento.

De destacar ainda a presença da equipa artística de José António Tenente, como o figurinista a quem cabe a recriação do sofisticado e complexo universo da criação de moda que envolve Petra Von Kant.




Mais informações em:
http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__