OuTonalidades: venha viver a msica ao vivo com Palankalama e Ricardo Silva

Segunda, 6 de Janeiro, 2020

Já no próximo dia 11 de janeiro, sábado, quatro músicos do porto, Palankalama, apresentam o seu projeto de música instrumental de carácter cinematográfico com influências da música tradicional/folk de várias regiões do mundo. Com Pedro João (cavaquinho, bandolim e guitarra), Ricardo Nogueira (guitarra e violas tradicionais portuguesas), Aníbal Beirão (contrabaixo) e Afonso Passos (bateria e percussão) vão explorar diversos instrumentos, sendo o diálogo orgânico entre eles um dos principais fundamentos artísticos dos seus elementos. 

Iniciado em 2014, os Palankalama, tem até à atualidade mantido uma atividade regular e constante, de criação de músicas originais, edição de Lp’s e concertos. Até à data, a banda conta com 2 álbuns de originais, o primeiro, Palankalama (2016), editado pela editora Banzé, o segundo álbum, Boca de Raia (2018), editado pela banda, numa edição de autor. A música deste projeto portuense pode ser traduzida/entendida como uma longa citação de lugares geográficos, reais e imaginários, e uma exploração dos universos musicais sugestivos do cinema, ou da música popular. É um trabalho sobre paisagens sonoras, quase familiares, onde se procura que o lado plástico e abstrato da música funcione como uma janela para lugares de desvio e de ficção.

Começou a tocar guitarra portuguesa apenas com 7 anos. E nunca mais parou. No café-concerto do CTE, a 15 de fevereiro, sábado, Ricardo Silva vem tocar “Contado à Guitarra”, um trabalho que pretende não só divulgar a guitarra portuguesa, como também mostrar a capacidade de enquadrar este seu talento nos mais diversos estilos musicais. 

E é entre chulas e cantes, valsas e serenatas, entre povos e sotaques, que se escreve a história da guitarra. Dessa história nascem histórias, brotando das suas sementes, onde quer que elas estejam, onde quer que elas cresçam. Entre cada nascer e pôr-do-sol, enamorando-se por suspiros, se vai rendendo ao encanto de cada chegada, de cada partida, de cada fuga pelo mundo. De imprevistos se apaixona e, à terna luz de um ocaso, renascem histórias dessa história. “Contado à Guitarra” é um livro de contos narrados pela guitarra tão portuguesa quanto o seu sentir, tão do mundo quanto a sua liberdade. O guitarrista pombalense estará acompanhado por João Silva, na guitarra clássica, Carlos Almeida, no baixo acústico, Mário Martinho na percussão, e Rui Gonçalves, no saxofone.

O jovem músico conta com um currículo invejável. Já acompanhou diversos músicos portugueses como Fábia Rebordão, Raquel Tavares, Paulo Carvalho, entre outros nomes maiores da música -, onde se destaca, em 2016, a participação em alguns concertos da tour de lançamento do álbum “Mundo” da fadista Mariza. Fez ainda participações especiais em diversos projetos com Ala dos Namorados, Anaquim e Sangre Ibérico.

Os concertos têm sempre início às 22h00 e os bilhetes têm um preço de três euros, sendo a entrada gratuita para os detentores de Cartão Amigo, Cartão Sénior e Cartão Jovem Municipal.

O circuito “Outonalidades” é coordenado pela d’Orfeu Associação Cultural em colaboração direta com inúmeros parceiros (municípios, teatros e associações), na consolidação de uma grande rede de programação que dá palco a músicos e a músicas de todos os estilos. Nesta já longa parceria do Município de Estarreja com a d’Orfeu, serão grandes noites de música ao vivo no café-concerto do Cine-Teatro.